Fale com o John Deere Journal

    Para quem conhece Frederico Nigelski Dubou, de 86 anos, a história a seguir não é exatamente uma novidade. Afinal, ele a conta há anos para amigos e parentes, orgulhoso por ter sido o primeiro comprador de um trator John Deere fabricado no Brasil. O ano? 1996. Parece ontem, mas já se passaram 24 anos. E o trator continua na ativa na Granja Santa Rosa, em São Vicente do Sul (RS). E para quem quiser saber mais, ele mostra recortes de matérias publicadas na imprensa local e fotos antigas que o levam para um momento decisivo em sua vida, quando resolveu dar uma guinada profissional.

    Essa virada na carreira acontece após 25 anos trabalhando em uma concessionária Chevrolet em Santa Rosa, cidade gaúcha de onde saíram celebridades como Xuxa Meneghel e o goleiro Taffarel. Frederico chefiou a oficina da concessionária, foi vendedor e frequentemente pegava a estrada a trabalho rumo a São Paulo. Gostava de sua atividade, mas a expansão do cultivo de soja no País impressionava e alimentava sonhos de muita gente no final dos anos 1970. Nessa década, a área cultivada de soja no País saltou de 1,3 milhão de hectares para 8,8 milhões. Já a produção da soja passou de 1,5 milhão para 15 milhões de toneladas em dez anos.

    Foi assim que aos 43 anos, casado e com os filhos Sérgio, Tânia e Suzane a tiracolo, Frederico resolveu seguir essa onda e também plantar soja. Elvira, que completou 65 anos ao seu lado, apoiou o marido desde o começo. “Ela é meu braço direito. Quando saio é ela quem toma conta de tudo”, diz. Juntos, eles deram vida à Granja Santa Rosa, área de 900 hectares em São Vicente do Sul. A produção média de soja atualmente gira em torno de 55 sacos de soja por hectare, ocupando 85% da área produtiva. O restante é dedicado à plantação de arroz e milho, além de gado.

    O primeiro John Deere ele não esquece

    Muito tempo se passou até que, em 1996, a família Dubou foi visitar a Fenasoja, feira muito importante do setor que acontece em Santa Rosa. Ali, eles encontraram um vendedor da SLC Máquinas, concessionária que já representava e vendia a marca John Deere em Horizontina. O vendedor mostrou o novo trator, o 6300, e Frederico não resistiu ao encantamento. Em 30 dias estava tudo resolvido e ele ostentava a fatura do primeiro maquinário fabricado pela empresa no Brasil. “Teve muita festa por essa venda de Horizontina”, lembra.

    Outra boa recordação é de uma viagem realizada com um grupo de 142 pessoas aos Estados Unidos, a convite da John Deere. Lá, ele visitou fábricas, circulou pela Progress Farm Show, maior feira agrícola dos Estados Unidos, conheceu três Estados e muitos equipamentos. Teve até celebração de seu aniversário durante a viagem.  Ao seu lado estava Sérgio, o filho mais velho que havia se formado em Medicina, mas que optou por seguir ao lado do pai na Granja Santa Rosa.

    Dois anos depois, em 1998, Sérgio faleceu e deixou três filhos. Foi um baque forte para a família, porém, eles permaneceram unidos. Tanto é que Vinícius, hoje com 30 anos, segue ao lado do avô após se formar em Agronomia.

    Evento para celebrar primeira venda
    Festa de aniversário para Frederico Dubou durante viagem aos EUA

    Terceira geração no negócio

    Frederico, Sérgio e o neto Vinícius. Três gerações que se entrelaçam à frente dos negócios na Granja Santa Rosa. Formado em 2013, Vinícius trabalhou durante um período em uma empresa da região. Este ano, no entanto, decidiu se dedicar inteiramente ao trabalho ao lado do avô. Gradualmente, Frederico passou a ficar mais à distância, embora seja bem informado sobre tudo o que acontece por ali.

    A irmã de Vinícius, Gabriela, está concluindo o mestrado na área de Administração e o irmão mais velho, Gustavo, é formado em Direito e trabalha na Polícia Rodoviária.  Ambos têm relação afetiva com o campo, porém, sem inclinações para trabalhar ali. “Quando nasci, meu avô já era totalmente dedicado à agricultura, um apaixonado por esse trabalho. Fomos nos adaptando a trabalhar juntos e, aos poucos, ele passou a confiar no meu trabalho”, comenta.

    Vinícius, abraçado pela mãe Ângela, e o irmão Gustavo acompanham família durante cerimônia de entrega da chave do primeiro trator fabricado no Brasil pela John Deere

    Em 2014, Vinícius fez a mesma viagem realizada anos antes pelo seu pai e avô aos Estados Unidos, também a convite da John Deere. Conheceu a sede da John Deere em Moline, foi a Chicago e ficou igualmente encantado com tudo o que viu.

    O que muito impressiona Vinícius é a alta tecnologia encontrada nos equipamentos John Deere. Além do precursor, o trator 6300, a família Dubou nos anos seguintes adquiriu também os modelos 6415, 6180, 6170, o pulverizador 4630, a plantadeira 1313 e as colheitadeiras S550 e 9670 STS.

    “Ainda hoje muitos tratores concorrentes não têm a tecnologia que esse trator apresentou mais de 20 anos atrás”

    Vinícius Dubou

    Rodrigo Gunia, consultor estratégico de Negócios da concessionária Verdes Vales, conheceu a família Dubou em 2016 e logo soube do longevo relacionamento entre o cliente e a John Deere. “Em 2001, seu Frederico praticamente abriu as portas da Verdes Vales, juntamente com a esposa, apostando sempre na nossa marca. Ele é uma referência no agronegócio por acreditar sempre em nossas novas tecnologias e equipamentos. Agora, com o neto Vinicius à frente dos negócios, fica claro o quanto a sabedoria e o conhecimento foram passados de geração em geração”, conclui.

    Vinícius não olha apenas para os grandes feitos. Também admira o cuidado da avó Elvira com a horta e o jardim. Ali, na Granja Santa Rosa, cada um busca na terra a sua terapia, o alimento para seus sonhos e realizações. E com admiração e respeito por quem abriu esses caminhos, ele pretende seguir adiante sua jornada.

    Elvira e Frederico, juntos há 65 anos, na inauguração da concessionária Verdes Vales

    Leia outras reportagens com fatos sobre a história da John Deere no Brasil e no mundo:
    • Oportunidade e afinidade na história da fábrica de Horizontina
    • A curiosa trajetória do cervo saltador
    • Fábrica de Catalão: mais de 20 anos fazendo história
    • Conheça o homem John Deere

    Comentar
    Comentários