Fale com o John Deere Journal

    Querido Brasil,

    Nunca sabemos para onde o destino irá nos levar. Isso é fato. Eu nasci na América do Norte e percorri os mais diversos campos até chegar aqui. O único detalhe é que já estou há 50 anos nessa estrada. Mas, tudo bem, me disseram que o amor não tem idade e consegue mover terra, campos e até montanhas.

    Passei por muita coisa nessa trajetória. Já fui puxada por animais e não tinha escolha senão seguir o caminho deles, mas, por sorte, consegui algumas rodas e direção no meio do percurso – o que me ajudou muito no gingado digno de percorrer o “S” do Senna.

    Foi inesperado, mas comecei a gostar de quem eu estava me tornando, mas obviamente que não passei por tudo sozinha. Durante esse tempo, encontrei alguns entusiastas da tecnologia, que me deram tração dianteira, um tanque gigantesco de combustível e inovação, que trouxe classe, eficiência e leveza: a minha exclusiva transmissão EBS.

    Eu não entendia muito bem sobre os nomes que davam para as minhas melhorias, mas acho que eles gostavam de misturar letras com números – algo bem Guerra nas Estrelas, sabe? – Adoro o C-3PO. O primeiro nome que me deram foi JD570 e, conforme eu ficava mais bela, ele ia mudando: já fui chamada de JD770, 677A, 770AH, 870D e muitos outros.

    É difícil lembrar de todos, mas me recordo de um que não envolvia números: “A Máquina da Chuva”. É um nome curioso, né?  E, digo mais, foi aqui no Brasil. Como vocês são criativos, mesmo com quem ainda não era daqui.

    Eu não cheguei a fazer nenhuma dança da chuva ou algo do tipo. Acontece que eu visitava várias cidadezinhas e sempre que eu aparecia e movia as terras, o céu chorava de emoção para acabar com o meu trabalho. Claro, que eu não desistia e seguia nivelando tudo até que ela cessasse e formasse um belo caminho.

    Primeiro nome da Motoniveladora foi JD570. Já o apelido era “Máquina da Chuva” porque o céu chorava de emoção após seu trabalho
    Orgulho de ter transformado campos irregulares em terrenos nivelados

    Eu não tinha forças para promover um fenômeno natural como a chuva ou balançar tudo como um terremoto, mas movi terras por todo o globo antes de chegar aqui. Modéstia à parte, já fiz os campos mais irregulares se transformarem em terrenos nivelados maravilhosos dos quais me orgulho muito.

    Por causa dessa companhia eu não conseguia parar de me aprimorar e acho que me dediquei tanto a mim mesma que, como retribuição, vou abrir muitos caminhos nesta terra formosa e tropical.

    Posso dizer que o “meu coração” esquentou como o calor do centro-oeste, disparou em correria como um paulista, ficou aquele “gostim” de quero mais de Minas Gerais e estou achando toda essa agitação com a minha chegada tri-legal. Eu já conhecia vocês. Já conhecia suas curvas, mas faltava algo em mim.

    Mas agora não falta mais. Hoje finalmente sou de casa e eu posso continuar vivendo muitas histórias nesse solo acalorado e aconchegante que é o Brasil.

    Em 50 anos, a conquista de novas amizades e a confiança adquirida dos clientes

    Fui muito bem recebida aqui e não vou embora. Pelo contrário, quero visitar toda América Latina, arranhar no portunhol, no inglês, francês, até no russo se me permitirem ou demandarem.

    Aqui em casa – que eu já considero muito – eu tenho um centro de operações que me ajuda em tudo e, apesar do meu lance ser com a terra, criei conexões na nuvem. Eu não entendia muito bem sobre as novas tecnologias que tentavam adicionar em mim, mas agora eu sou toda conectada e isso deixou o meu trabalho muito mais simples, mas sem perder minha robustez. Ganhei em eficiência.

    Desde pequenininha eu visto o amarelo e o verde, e contribuo com a preservação da nossa Terra por conta das minhas melhorias que podem ajudar o meio ambiente. Acho que meus criadores sabiam aonde eu iria me encaixar perfeitamente.

    Brasil, agora eu venho deste chão e como vocês dizem “Daqui eu não saio e daqui ninguém me tira”.

    Com orgulho, sigo nivelando caminhos do Brasil e agora sou uma brasileira.

    Motoniveladora série G

     Olha só o que os clientes estão falando de mim nos vídeos abaixo:

    Muitos fãs conquistados em cinco décadas de presença no mercado brasileiro
    Mais tecnologia e praticidade significam serviços executados em menos tempo

    Conheça outras histórias inspiradoras sobre como a tecnologia transforma o trabalho no campo e na construção:
    • Longe e, ao mesmo tempo, tão perto
    • Tecnologia impulsiona produção de grãos no cerrado mineiro
    • Equipamentos de construção de sol a sal
    • Agrocomputação abre novas perspectivas profissionais

    Comentar
    Comentários