Fale com o John Deere Journal

    Era um dia comum na unidade de Patrocínio (MG) da Maqnelson, concessionário John Deere. Até que o local recebeu a visita de um rapaz com um equipamento bastante curioso. Com ele, um trator da John Deere – como os comercializados e assistidos no local. A máquina, porém, tinha proporções bem reduzidas e uma matéria-prima pra lá de inusitada: tratava-se de uma réplica de papelão.

    O autor da façanha era o jovem Sebastião, rapaz de apenas 17 anos, mas que tem desde pequeno uma grande paixão pelo campo – e por máquinas agrícolas! Nascido na roça, Sebastião tinha verdadeiro fascínio pelos equipamentos que operavam no campo. E mesmo depois de se mudar para a cidade, a admiração continuou. Então, aos 14 anos, teve a ideia de manufaturar suas próprias máquinas John Deere – em versão miniatura, claro.

    Para isso, o garoto pegou caixas vazias, lápis e estilete. O processo começa com o desenho das peças – atividade que recebe o máximo possível de detalhamento. O corte das peças precisa ser feito com muita destreza, sob o risco de estragar uma placa inteira. Se tudo ocorrer bem até aqui, parte então para a montagem, feita com cola e palitos. A última etapa é a pintura – que conta com a tonalidade exata que torna os equipamentos da John Deere inconfundíveis.

    Sebastião e sua miniatura de maquinário na fábrica de Catalão da John Deere
    Após convite para ser aprendiz da concessionária Maqnelson, Sebastião viajou para Catalão e conheceu todo o processo de fabricação dos tratores John Deere

    Sebastião é autodidata. Boa parte de suas réplicas são feitas à base de muita observação, tentativa e erro. Mas em alguns casos, ele recorre a tutoriais – coisa na qual a internet é abundante. Foi assim, por exemplo, que descobriu uma solução bastante criativa para fazer o braço articulado de uma escavadeira. Desse jeito, uma seringa acabou fazendo as vezes de pistão hidráulico. E não para por aí. As máquinas de Sebastião têm até motor, que ele retira de carrinhos.

    “Eu sempre quis ter uma miniatura da John Deere.

    Por isso resolvi começar a fazer as miniaturas”

    Sebastião

    A réplica levada para a Maqnelson causou o maior frisson. Tanto é que ele até já conseguiu vender peças e vive recebendo novas encomendas. O entusiasmo de Sebastião pela John Deere e o empenho em reproduzir no papelão uma máquina tão detalhada mostraram que o garoto é comprometido. E isso lhe rendeu uma ótima oportunidade: Sebastião foi convidado para fazer o programa de aprendiz na concessionária e começou sua vida profissional com o pé direito.

    E não foi só isso. O rapaz foi convidado para visitar a fábrica de Catalão e conferir de perto o processo de produção. “Eu conheci todo o processo. Achei muito bacana ver como as peças são feitas e a tecnologia envolvida”, relata.

    Sebastião pensa em estudar agronomia na faculdade – uma ótima oportunidade para ele aprender mais tanto sobre a terra como sobre os equipamentos. Mas isso ainda está no campo dos projetos. De mais concreto, por enquanto, ele já sabe de uma coisa: sua próxima criação será uma miniatura de colhedora de cana.

    Sebastião, jovem que faz miniatura do trator John Deere, e equipe de Catalão
    O trabalho de Sebastião surpreende e encanta a todos com a riqueza dos detalhes em suas miniaturas de papelão

    Veja mais histórias fantásticas de relação especial entre pessoas e a marca John Deere:
    • O garoto John Deere
    • Amor transmitido de pai para filho
    • Um presentão desse….
    • O sonho de menino ainda pulsa

    Comentar
    Comentários